O Sindicato da Indústria de Material Plástico do Estado do Espírito Santo (Sindiplast-ES) está ampliando o relacionamento com empresários do setor em um trabalho voltado para a prospecção de novos associados. Desde o fim da contribuição sindical obrigatória, a entidade busca entregar mais valor aos seus associados e amplia o seu protagonismo por meio da profissionalização e do aperfeiçoamento da gestão sindical.

Com a flexibilização do isolamento social, o superintendente do sindicato, Gilmar Nogueira, deu início a uma série de visitas a empresas do setor no Espírito Santo, apresentando os benefícios da associação e como o Sindiplast-ES se reinventou para manter e atrair associados após o fim da contribuição sindical obrigatória.

“Iniciamos este trabalho no município da Serra e expandiremos por toda a Grande Vitória. Depois, nosso objetivo é seguir para Santa Teresa e Santa Maria de Jetibá, onde também há um número significativo de empresas do setor”, destaca o superintendente. Dentre as empresas já visitadas estão a Cabral Brasil, a Massa Forte Pias e Tanques, a Ciclo Reciclagem, a RBA Indústria de Tubos Plásticos e a Star Pack.

Os benefícios aos associados do Sindiplast-ES incluem participação em cursos gratuitos específicos para o setor; descontos especiais em cursos in company; utilização com desconto de benefícios oferecidos pelo Sistema Findes (Senai-ES, Sesi-ES, IEL); valores diferenciados em empresas parcerias do Sindicato; participação em missões tecnológicas internacionais, nacionais e locais, com subsídio parcial; participação em Rodadas de Negócios, Seminários, Café com Negócios; participação em reuniões com os secretários de Desenvolvimento dos municípios em que o Sindicato possui empresas associadas, etc.

Atualmente com 39 empresas associadas e mais de cem que ainda podem se associar, o Sindiplast-ES destaca a força do associativismo como principal motivação para a associação. “Trabalhamos com um Planejamento Estratégico produzido de maneira coletiva, que conduz a um comportamento comprometido e focado em resultados. Quanto maior o número de associados, maior a representatividade junto ao poder público, melhor o acesso aos órgãos públicos e mais facilidade para a realização de qualificações”, afirma Gilmar Nogueira.

Assistência ocorre antes mesmo da associação

Em seu papel de representante dos interesses do setor, o Sindiplast-ES também tem auxiliado empresas com interesse em integrar o setor e não associadas. Por indicação do superintendente do SESI-ES, Mateus de Freitas, o empresário Francisco Lacerda de Aguiar Neto, de Guaçuí, procurou o sindicato para entender mais sobre o mercado de transformados plásticos e de reciclagem, já que tem o interesse de montar uma pequena indústria de reciclagem de plásticos no Sul do Estado.

Com negócios na área de transporte, distribuição de bebidas e uma propriedade rural, Francisco Aguiar mantém o desejo de reaproveitar a maior quantidade possível dos resíduos gerados em seus negócios, além de retirar e devolver ao ciclo produtivo os resíduos plásticos presentes no ambiente da região onde atua.

“Sempre fui associativista, participando de associações e federações. Cheguei ao Sindiplast-ES pela indicação de um amigo, com a intenção de entender mais o mercado de transformados plásticos, saber até que ponto ele é organizado e se poderia obter mais informações do setor. Fui muito bem recebido pelo Sindiplast-ES e temos mantido o diálogo para prosseguirmos com a ideia de instalar uma indústria de reciclagem do plástico no Sul do Estado, uma vez que há poucas indústrias em nossa região. Atualmente, este projeto está em estudo”, conta o empresário.

Mais informações para a imprensa:
Contatus Comunicação – Rita Diascanio – (27) 9 9255-3455
Superintendente do Sindiplast-ES – Gilmar Nogueira – (27) 3334-5922 /  27-99525 0512