Por Rafaela Andrade

Conteúdo é Rei sim! Ainda valendo, desde o histórico artigo de Bill Gates publicado e intitulado “Content is King”.  A frase de Bill Gates, dono da maior e mais conhecida empresa de software do mundo em termos de valor de mercado, a Microsoft, se tornou uma das mais célebres e citadas entre os profissionais de marketing digital.

Mas afinal, porque será que até hoje é um tema super debatido e foco de atenção?!

Em um mundo cada vez mais tecnológico, conectado, de redes sociais, home-office, trabalho remoto, lives, podcast, webmares e adicionado o empurrãozinho da COVID, ter um conteúdo relevante é fundamental para marcar presença digital.

Mas porque nós “marqueteiros digitais” insistimos tanto nisso? Porque quando isso acontece, cadência e consistência com aquele conteúdo interessante, conquistamos o reconhecimento como autoridade no assunto que dominamos, e isso é incrível!

A consequência é resultado: mais atenção, maior engajamento, mais leads (novas oportunidades de negócios), mais clientes, mais rentabilidade, ou seja… CONVERSÃO! Afinal o que queremos todos? Converter público em clientes fidelizados!

Então tá fácil?  Não necessariamente. O conteúdo de valor precisa de pesquisa, zelo, dedicação, saber o que dizer, como dizer, onde dizer e pra quem dizer…  lembrando que segmentação é a cereja do bolo!

É preciso (dentre outras coisas): ser didático, deixar claro a que veio (ninguém merece ficar pensando um tempão para entender o que sujeito escreveu), ter em mente que seu serviço ou produto tem que ser traduzido em experiência, analisar as tendências e ameaças do mercado, empoderar atitudes e opiniões de acordo com posicionamento da marca… para então finalmente, ter relevância  e reconhecimento de mercado.

Por onde começar?! Então vamos enumerar algumas dicas básicas pra começar essa jornada de presença digital:

– Defina qual será seu posicionamento e do início ao fim zele por ele.

– Crie sua Persona: um personagem que vai humanizar e representar sua marca.

– Mapeie seu público: quanto melhor segmentado mais resultado você terá.

– Crie conteúdo variado: hora leve hora aprofundada adaptado conforme com canal e público.

– Não fique apenas falando de vocês mesmo, compartilhe conhecimentos do segmento, como outras referências, dicas, notícias…

– Agilidade! Faça pesquisas em ferramentas online para identificar o que seus clientes estão buscando, seu conteúdo precisa estar contextualizado com o que está rolando no momento.

– Empatia: coloque-se no lugar do seu público, como raciocina, age e se emociona e dirija sua mensagem diretamente. Quanto maior a empatia maior a conexão.

– Promova a interação: gere novos de debates, abordagem diferenciadas, perguntas, enquetes… vale até levantar uma polêmica. Mas, não se esconda, o público está sedento por marcas que se posicionam. Quem fica em cima do muro toma pedrada dos dois lado.

#SaveTheKeen. Agora com estas ideias é sentar planejar, definir a estratégia e executar, com prazos e metas bem definidas, para que possas conquistar a autoridade a respeito de seu segmento.  Para isso é preciso se manter atualizado sempre!