Esbarrei em uma pessoa que estava segurando um copo cheio e derramou. Qual líquido foi derramado?

R.: O copo estava cheio de quê?

Olá amigas e amigos empreendedores, esse é nosso segundo contato por esse canal e quero reafirmar meu compromisso de trazer conteúdo aplicável a nossa vida de empreendedor. A missão é nobre e precisamos estar preparados e motivados para executá-la.

E voltando a pergunta que fiz logo no início desse artigo, já te alerto que esse é um questionamento provocativo para ilustrar um fenômeno comum em nossas vidas, a formação de bolhas de informações e pensamentos.

Não fazemos isso sem um propósito, mas como uma questão de sobrevivência. Nos organizamos em tribos e estamos com quem minimamente conseguimos nos relacionar. E assim damos preferência a estar com os colegas de trabalho, os parentes que mais nos damos bem, os colegas nas redes sociais, grupos de WhatsApp, além da igreja, do clube, das associações e muitos outros. Também selecionamos nossos programas preferidos na TV e os assuntos que queremos ser informados.  Com o passar do tempo, criamos várias bolhas tais como: posicionamento político, opinião sobre gestão, opção por estilos de vida. Faz sentido isso?

Se até esse momento você não tinha pensando ou até já tinha pensado algo superficial, mas não deu importância, vamos falar sério a respeito disso. Tem uma bolha que é vital para nos construirmos conscientemente. Que loucura é essa, Juliana? Calma, que vamos unir todos esses pontos.

Você toma decisões, constrói uma atmosfera ao seu redor, cria empregos, decide o que vai pôr no mercado, como vai gerir o negócio, entre outras milhares de resoluções diárias, inclusive a de se levantar pela manhã e fazer seu negócio dar certo.

E agora, eu faço mais uma pergunta: O que você tem permitido que entre em seus pensamentos para a tomada de decisão?

Quando uma situação está posta para você decidir, o que sai da sua cabeça são ideias que você buscou em algum lugar. Reflita um instante sobre as fontes desses pensamentos. Independente se sua empresa é somente você ou se tem 50 mil pessoas sob sua liderança, quando sua capacidade de decidir é exigida, o natural é buscarmos dentro de nós o que entendemos ser o melhor para aquela situação e nesse momento, você derrama o líquido do qual seu copo (sua mente) está cheio.

E se está cheio do que é oferecido nas vias populares, não serve para você tomar decisões que vão fazer sua empresa prosperar. Você é empresário, pode ser dono de uma empresa pequena ou grande, não importa, faz parte de uma parcela de 24% dos brasileiros que decidiu trilhar um caminho diferente.

Você é 1 a cada 4 brasileiros que geram emprego e renda no seu país, portanto, suas decisões também precisam refletir sua importância, mesmo que esteja impregnado no consciente coletivo uma opinião contrária e pejorativa ao empresariado.

Então caro leitor, se tem uma bolha que você deve ter em seus pensamentos é a Atitude Mental Positiva. Inspire-se em empresários que fizeram grandes coisas acontecerem, assim você contribui para que uma lei natural aconteça ajudando você em suas decisões.

Que lei é essa? A lei natural da atração, aquela que conecta o que você quer com quem pode ajudá-lo a conseguir. Essa é a mesma que faz com que aquilo que acha que vai dar errado, dê errado justamente naquela hora. Ou seja, a mesma força em direções contrárias. Ah você já viu isso na física? R.: Sim. Eu amo física pois sou engenheira.

Se a pergunta que está em sua cabeça agora é: Como construo essa tal bolha da atitude mental positiva? Seguem algumas sugestões:

  • Leia a bíblia do executivo, pois você é um líder e formador de opinião. Assuma que suas decisões mudam a realidade de quem está próximo de você e da sua vida.
  • Leia os livros clássicos para os executivos no mundo, entre eles “Quem pensa Enriquece” de Napoleon Hill e a Biografia de Benjamin Franklin.
  • Assista TED no Youtube, principalmente a série Day One.
  • Desligue-se aos poucos de pessoas que só encontram problemas e reclamações e aproxime-se das propositivas e realizadoras.
  • Você nunca deve ser a pessoa mais bem sucedida na roda de amigos. Se isso acontece é sinal de que você é empresário Branca de Neve, ou seja, só lidera anões.
  • Varie o conteúdo que consome nas redes sociais e aprenda coisas novas. Qualquer coisa nova todos os dias, deixa sua mente mais criativa.
  • Esteja em grupos de pessoas que não aceitam não como resposta e estão fazendo a diferença.
  • Crie sua rotina de bons hábitos como o de fazer uma caminhada mesmo que seja de 15 minutos por dia antes de sua jornada.

Se esse plano de ação chamou sua atenção, compartilhe com as pessoas que estão próximas e crie um círculo virtuoso em sua vida. Vamos falar mais disso nas próximas conversas.

Hoje nos conhecemos pouco ainda, e espero que em breve isso seja diferente, por isso, meus contatos estão disponíveis para um bate papo. Quero saber o que você pensa sobre nosso diálogo aqui. julianacosta@gmail.com e nas redes sociais: @juliana.prado.costa